terça-feira, 24 de novembro de 2009

Quem são os espíritos que tentam se comunicar com os homens?

Estamos vivendo nos dias de hoje, um tempo de apologia ao espiritismo, que é ensinado através das novelas e filmes. Essa crença é incutida facilmente na mente do povo, pois o desconhecimento deste a respeito da palavra de Deus, o torna uma presa fácil para os espíritas.
E como diz o ditado popular: "mente vazia é oficina do diabo!". O apóstolo Paulo já advertia que : "Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos alguns apostataram da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios" (1Tm. 4.1). Mas quando começou essa prática? Sera possível alguém conversar com os mortos? A bíblia apóia tal prática? Estas e outras perguntas responderemos agora.
  1. O começo de tudo: A bíblia nos mostra claramente quando tudo começou, e também nos forneçe o que pareçe ter sido o primeiro culto espírita, e para a surpresa geral, o primeiro ser a receber um espírito foi a serpente no éden! (Gn.3). Satanás entrou naserpente e enganou Eva! Nos tempos de hoje, qualquer espírita diria que a serpente um grande dom de mediunidade!
  2. O estado dos mortos: A bíblia nos mostra que os mortos estão no seu lugar apropriado, com Deus ou sem Ele em tormentos (Hb. 9.27; Lc. 16.19-31). Os mortos não sabem coisa alguma do que acontece aqui na terra (Ec. 9.5,6,10; Is. 38.18,19; Sl. 115.17; Sl. 88.10-13), nem podem voltar da sepultura e do além (Jó 7.9).
  3. A bíblia condena o espiritismo: A palavra de Deus condena o espiritismo, Deus antes de introduzir seu povo na terra prometida, deu mandamentos ao seu povo, e entre esses mandamentos, o de não consultar os mortos (Dt. 18.10-14). De fato, a bíblia reprova tanto o espiritismo, que aquele que praticasse tal coisa, deveria morrer (Lv. 20.27). Sendo este o principal motivo da prematura morte do rei Saúl (1Cr. 10.13).
  4. Mas se os mortos não podem sair de onde estão, quem são então esses espíritos que se apresentam nos centros espíritas?: Só há uma resposta legitimamente aceitável: São espíritos enganadores, ou seja, demonios disfarçados de espíritos de falecidos. Eles enganam as pessoas que sentem saudades dos seus entes queridos. Não podemos nos esquecer que Satanás no seu intuito de enganar alguém, pode até se disfarsar de anjo de luz (2Co. 11.14).
  5. O que devemos fazer quanto a nossa vida?: Devemos crer na palavra de Deus, e aceitar a revelação divina que nos ensina que passamos por esta terra uma vez só (Hb. 9.27), sendo que logo depois de nossa morte, seremos julgados (2 Co. 5.10). Por isso há a necessidade de aceitarmos a Jesus como nosso salvador, pois só Ele pode nos salvar e nos libertar de todo o pecado, bem como de suas consequências (At. 4.12).