terça-feira, 16 de novembro de 2010

Doutrinas Bíblicas

    1. A predestinação: Para muitos, falar em predestinação na Bíblia é um absurdo, mas ao folearmos as páginas da Bíblia vemos o tempo todo Deus trabalhando com a predestinação de pessoas nações e povos, é tão fácil perceber e entender os desígnios de Deus, sobre tudo com relação a doutrina da predestinação. Os textos na palavra de Deus são abundantes e suficientemente claros para que qualquer pessoa possa compreender (Jo.6.37,39,40,44,45,65;15.16; Ef. 1.4-14; At 13.48; Rm 8.28-30; 9.11-24; 11.5,6; Ef. 2.8; 2 Ts. 2.11-14; 2Tm. 1.9; Ap. 17.11). "O termo predestinação é uma tradução da palavra grega proorizo, que aparece seis vezes no Novo Testamento (At.4.28; Rm.8.29-30; 1 Co.2.7; Ef.1.5,11). Em alguns casos, refere-se à preordenação divina de todos os acontecimentos da história mundial (At.4.28; 1 Co.2.7). Em outros, refere-se à decisão de Deus, tomada antes de o mundo vir a existir, com respeito ao destino final de pecadores individuais- mais especificamente, daqueles que foram escolhidos para a salvação e vida eterna (Rm .29-30; Ef.1.5,11), em contraste com aqueles que, por fim, serão condenados ao julgamento eterno" (Bíblia de Estudo de Genebra, pg. 1488, SBB/ECC). Os que se posicionam de forma contrária a doutrina da predetinação, se esquecem que as escrituras claramente afirmam que antes de conhecermos a Cristo, estavamos mortos para Deus, não conseguindo compreender as coisas espirituais (2 Co 2.14), por tanto ninguém pode ouvir o Evangelho e aceitá-lo pela fé, sem o despertar interior que só Deus pode conceder ao pecador (Ef. 2.8; Jo.6.65). A doutrina da predestinação não deve ser encarada como um fardo ou uma ofença a doutrina da graça, mas como um ato da graça divina em que de antemão escolheu os seu filhos e lhes garantiu uma eterna salvação!

Nenhum comentário: