quarta-feira, 9 de janeiro de 2013


Olá amigos do blog,
Desejo a todos um ano abençoado, repleto de realizações no Senhor, e que acima de tudo possamos ajudar e abençoar muitas vidas em nome de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.
Quero começar este ano de 2013, falando acerca da unidade do corpo de Cristo, mas, não apenas no sentido de andar junto ou coisa assim, mas de unidade plena, unidade doutrinária, unidade de objetivos e etc.
Para refletir sobre o tema eu pego as palavras do Apóstolo Paulo na carta aos Coríntios, onde no verso 10 do capítulo 1, o assunto é tratado de forma bem clara e objetiva. Bom, agradeço sua visita em nosso blog e sem mais delongas, vamos ao estudo.


Os três aspectos da verdadeira unidade Cristã
Texto: “Rogo-vos, porém, irmãos, pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que digais todos uma mesma coisa e que não haja entre vós dissensões; antes, sejais unidos, em um mesmo sentido  e em um mesmo parecer.” (1°Co 1.10)
Ao escrever esta carta, Paulo demonstrou estar muito preocupado com a Igreja de Corinto, essa preocupação não era financeira, não era política, e nem tinha a ver com perseguições, pois não havia naquele momento perseguições a Igreja de Corinto. O problema que parece ter tirado o sono do velho Apóstolo, era outro: as contendas e divisões dentro da Igreja.
Quando Paulo escreveu esta carta, corria o ano de de 50 d.C. e Paulo estava em Éfeso, provavelmente fazendo planos de visitar a cidade de Corinto (1° Co 16.8), pois ao saber das notícias que vinham da cidade de Corinto, ele logo desejou visitá-los, mas ainda estava muito ocupado com a obra onde estava, por isso, ele escreveu primeiro as cartas. E as notícias eram as piores possíveis, crentes que criavam grupos partidários dentro da igreja (1°Co1.11,12); Crentes em pecado de fornicação e pasmem, um mantinha relação sexual com sua madrasta?!(1°Co 5.1); Crentes que entraram com processo civil contra outros crentes (6.1-7), etc. Não é incrível, como lugares onde deveria reinar a paz e a comunhão, se tornam lugares de confrontos e pecados terríveis? O pior de tudo, é sabermos que os problemas de Corinto, não eram exclusivo deles, nem morreram com aquela geração! Eles estão bem presentes em nossos dias, podemos vê-los todos os dias em muitas comunidades cristãs e muitos crentes.
Vendo o rumo que toda essa contenda e liberalismo que estava mergulhada a Igreja de Corinto, Paulo foca o problema que para ele era o motor de toda essa confusão e pecado, a falta de unidade plena. Eu escuto sermões, assisto palestras, e confesso já fui a reuniões de unidade entre as Igrejas, na verdade escuto e vejo isso quase todos os dias no meio cristão Mas ninguém consegue alcançá-la. Isso, porque a igreja não conseguiu entender ainda, o verdadeiro significado da palavra unidade, nem como realmente alcançá-la.
A unidade nunca será alcançada se os propósitos não forem os mesmos! Neste momento, em que escrevo esta mensagem eu glorifico o nome de Deus, pois congrego numa igreja com propósitos, uma Igreja onde fazem o seu trabalho na obra, fazem o que sentem ser vocacionados por Deus, isso diminui e muito as brigas, os partidarismos etc.
 Pretendo neste estudo, mostrar os três aspectos da verdadeira unidade cristã, e neste verso que estudaremos, podemos entender e depois, praticar as verdades nele revelado.
Os três aspectos da verdadeira unidade Cristã
1) Unidade doutrinária. “... que digais todos uma mesma coisa”
·         Não há como ser unido se pensamos de forma diferente! “Andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?” (Am 3.3). Por tanto, para dar certo, é preciso crer nas mesmas coisas e do mesmo jeito!
·         Você não precisa ir estudar a Bíblia com um irmão de outra denominação ou Igreja, procure estudar a Bíblia com o seu Pastor, ou com o Mestre de sua Igreja, assim você evita confusão e não corre o risco de cair no engodo de um herege.
·         Evite usar essas Bíblias de Estudo, procure estudar a palavra de Deus em uma Bíblia neutra, que não esta carregada de interpretações teológicas, e que com toda certeza irá trazer muitas dúvidas para você. Ou então procure saber qual é a Bíblia de Estudo que traz a linha de pensamento que o seu ministério ou Igreja segue. Por exemplo: se você é Presbiteriano, a sua Bíblia de Estudo é a de Genebra; se é assembleiano, a sua Bíblia de Estudo, será a Pentecostal.
2) Unidade eclesiástica. “... sejais unidos”
·         Paulo exorta a favor da unidade do corpo, pois ele estava lidando com uma verdadeira crise interna na congregação de Corinto. Muitas facções estavam surgindo e ameaçavam destruir a Igreja, eram crentes que só seguiam o que Apolo falava outros só aceitavam a Paulo, outros a Pedro e, ainda tinha os mais radicais, que só aceitavam a autoridade de Cristo! (v.11,12).  
·         Para sermos verdadeiramente unidos como um corpo onde Cristo é a cabeça, precisamos respeitar e reconhecer os líderes e oficiais da Igreja “Obedecei a vossos pastores e sujeitai-vos a eles; porque velam por vossa alma, como aqueles que hão de dar conta delas; para que o façam com alegria e não gemendo, porque isso não vos seria útil.” (Hb 13.17). Aqui eu trouxe a palavra Pastor, mas no original podem ser também condutores, guias, e superiores. Seja pastor, ou seja, um líder da sua igreja, na dúvida obedeça, pois assim você não estará sendo uma ovelha rebelde e Deus com isso te abençoará muito mais. Nunca se esqueça de que para Deus, é melhor obedecer do que sacrificar! (1°Sm 15.22).
·         Respeite sua Igreja! Tem muito crente por ai falando mal do seu Pastor e de sua Igreja, isso é errado e pecado. Se você não gosta do lugar onde está, saia! Mas se decidir ficar, não fale mal de sua congregação ou de seu Pastor, vista a camisa da Igreja, ame-a e lute para ela fique cada vez melhor.
3) Unidade de sentimentos. “... em um mesmo sentido e em um mesmo parecer.”
·         Aqui o significado que Paulo quis trazer é: Modo de pensar, disposição, inclinação moral, e desejo.
·         Paulo deseja que todos os crentes de Corinto tivessem a mesma inclinação e desejo para fazer a obra de Deus, ou seja, que não atrapalhassem a obra, não colocasse empecilho, mas que pensassem todos de forma igual, priorizando a obra acima de suas preferências pessoais e de suas diferenças.
Conclusão.
Sem compreendermos o ideal divino de unidade e comunhão, nunca alcançaremos crescimento que desejamos para nossa vida e para nossa comunidade, pois como poderá o Senhor abençoar uma igreja dividida? E ainda Correremos o risco de sermos vítimas de divisões, rebeliões e etc., pois quem não obedece à líder, não será respeitado no futuro! Quem não busca a união e a unidade no corpo de Cristo, do corpo será amputado.
Mas que tudo seja diferente em sua vida, que você aprenda a respeitar, seguir e ajudar na obra de Deus, e que Deus te abençoe ricamente por isso, que você veja os frutos de bênçãos em sua vida em nome de Jesus.
Pelos vínculos da Cruz!
Pr. Igor de Moura Cogoy

Nenhum comentário: